segunda-feira, 7 de novembro de 2011

Bolo arco-íris natural para uma festa infantil ecológica Teia Ambiental

Não resisti ao impulso da vaidade e comecei esta publicação pela foto do bolo que fiz para a festa de aniversário de 8 anos da minha filha, que aconteceu no dia 22 de Outubro. Afinal, não é todos os dias que sai uma coisa tão bonita como essa da minha cozinha!
Conforme escrevi na minha participação no 2ª tema da BCFV - a Infância, as festas de aniversário são muito importantes e ansiadas pelas crianças. A minha filha não é diferente.Costuma pensar nas festas de aniversário, com um ano de antecedência, isto é, mal acaba uma, já está a pensar na próxima! Como toda a mãe, tento proporcionar a maior felicidade à minha filha, mas gosto de aproveitar especialmente estes momentos para ensinar algo, pois sei que ligado a um momento feliz a aprendizagem é mais fácil e produzirá frutos. 
Foi uma festa normal para uma criança de 8 anos: 15 crianças, muita brincadeira, espaço, uma tarde de sol, bolo, doces, salgadinhos, velas e alguns arranhões!

Na elaboração da festa e no seu decorrer, tentei ao máximo ter uma postura mais amiga do ambiente e apesar de não ter cumprido na íntegra todos os objectivos a que me propus, penso que o saldo foi positivo e esta foi de facto a festa mais ecológica que fiz até hoje e com a prática o resultado será ainda melhor.

Passemos então à realidade dos factos que vou compartilhar convosco, como um exemplo a ser seguido, e espero melhorado: 

A decoração
Embora tivesse algumas ideias para trabalhos com material reciclado, a falta de tempo impediu-me de concretiza-las. Utilizei decorações de papel, grande parte foram-me oferecidas por uma amiga (obrigada, T.!), que as utilizou nas festas dos filhos, que agora são jovens. As decorações serão portanto utilizadas mais vezes, um princípio ecológico: Reutilizar

Tomando como tema as Fases da Vida, a decoração central da festa foi um estendal(varal)/mural realizado com fotos da aniversariante presas com molas de madeira, desde bebé até hoje. As fotos das festas de aniversário foram assinaladas com o número correspondente agregado à mola. Foi um sucesso entre miúdos e graúdos! 
Depois da festa, foi tudo desmontado e guardado, voltando às suas utilizações normais.
Não comprei balões, à última hora, o meu marido encheu alguns, daqueles que são oferecidos como brinde em certas ocasiões(festas, consultas médicas, etc). Embora o meu princípio fosse não utilizar este tipo de material, que não é biodegradável, restringindo o número já foi bom e guardei-os para pensar numa futura utilização.

A louça
Neste ponto fui irredutível, não houve louça descartável. Utilizei a louça branca que tinha, garfos metálicos e a louça de plástico dos tempos de bebé para os meninos mais agitados. Para os copos utilizei os de vidro e reciclei copos de iogurte, que as crianças adoraram, pela novidade. Para as bebidas utilizei canecas com o conteúdo. Os guardanapos tiveram de ser de papel, mas utilizei os de papel reciclado, menos mau!


A comida
A maior parte da comida foi elaborada por mim e embora houvesse algumas guloseimas mais calóricas, que não consegui evitar, os pontos positivos:
- Restringi o uso de ovos, e foram todos biológicos
- Restringi o uso de forminhas de papel
- Reutilizei frascos de iogurte, onde servi gelatina(vegetal) e brigadeiro. As colheres foram de café.
- As crianças gostaram muito dos cake pops
-Para as bebidas utilizei sumo sem gás, Ice Tea e limonada cor de rosa, caseira, que foi a bebida mais apreciada. Coloquei-a num grande frasco e era servida com uma concha de sopa, era vê-los todos contentes a encher os copinhos.
As prendinhas para os convidados
No final da festa os convidados pequeninos levaram para casa um mini mealheiro, em cerâmica. Uma prenda singela, mas que foi também um sucesso. A mensagem que estava acoplada a esta prendinha era a mais óbvia, poupança, de dinheiro, de recursos e do Planeta.
Conclusões e reflexões
O melhor
Ao realizar uma festa desta forma poupa-se, além do nosso Planeta, na redução drástica do lixo, também o nosso bolso, porque as decorações, a louça descartável tudo isso custa dinheiro que vai literalmente para o lixo.
As crianças gostam de conviver umas com as outras, brincar da forma mais simples e sentia-se que estavam muito contentes. Bicicleta, bolas, bonecas, corda de saltar, quadro negro e giz ainda são dos seus brinquedos favoritos. Portanto não adianta investir em enfeites muito elaborados e dispendiosos, o importante é ter algum espaço e brinquedos para que possam expandir a energia e criatividade. 
As crianças apreciam e comentam de forma positiva atitudes diferentes, como não por exemplo não usar copos de plástico. Entram rapidamente na onda, adoram participar e com certeza passaram a mensagem lá em casa.

O pior
Os embrulhos das prendas: os brinquedos vem demasiado embalados, com caixas enormes cheias de material plástico. Tudo vem demasiado embrulhado, e no fim da festa juntou-se um monte considerável que foi quase todo para a reciclagem. Isto serviu-me de alerta para começar a pensar numa forma mais ecológica para embrulhar as prendas do Natal que já se aproxima.
A quantidade de comida: verifiquei que as crianças pouco comem e sobrou muita comida. 
Nada se estragou, o que sobrou foi distribuído pelos familiares e amigos e alguma comida congelada, mas este facto serviu para tirar algumas conclusões. Na minha infância, quando havia uma festa, era uma alegria uma mesa cheias de doces, comíamos com gosto, porque as oportunidades não eram muitas. Hoje em dia as crianças tem um acesso quase diário e fácil a guloseimas, por isso não dão importância a este aspecto nas ocasiões especiais. Por um lado é mau, demonstra que a alimentação poderá não ser a mais saudável, pelos malefícios, que sabemos, o açúcar e produtos refinados causam, por outro, verifiquei que a comida não é o centro de tudo para essas crianças. O facto de proibirmos demasiado certos alimentos faz com que anseiem mais por eles e poderá tornar-se uma obsessão.  Nunca me esquecerei de uma cena que presenciei numa das festas de aniversário de minha filha: uma criança, cuja mãe é radical na proibição de guloseimas, estava a empanturrar-se de brigadeiros, escondida na cozinha. Quando apareci, olhou-me com culpa e medo. Fiz de conta que não percebi e fiz-lhe um mimo, sentindo imensa pena desse sofrimento infantil. 
É complicado gerir a fartura de alimentos e não só, altamente aliciantes com que são bombardeadas as nossas crianças e até nós adultos. Tudo traz um brinde ou tem uma embalagem tentadora, portanto compreende-se a dificuldade que há na sua rejeição. Não sou radical, embora tenha certos limites. Acho que a melhor maneira de educarmos as crianças é com os nossos exemplos, com muita persistência, calma e paciência, porque com o tempo, com o crescimento, eles assimilarão o que é melhor e antes disso, nós, pais e educadores temos que saber o que é melhor para nós, para que possamos lhes passar a mensagem.

Encerro esta participação na Teia Ambiental de hoje, com a receita do bolo de aniversário, um bolo colorido e saudável, com as cores naturais das dádivas que a nossa mãe Natureza generosamente nos oferece.
Bolo arco íris natural (rende imenso, para 20 pessoas, à vontade)
O bolo verde, é de espinafres, já publicado aqui.
Ingredientes: 
2 ovos
1 1/2 chávena (chá) de açúcar (usei apenas 1 chávena)
2 chávenas(chá) de farinha de trigo
1 colher (sopa) de fermento
1 colher de sobremesa de açúcar baunilhado(usei 1 colher(sobremesa)essência de baunilha)
1/4 chávena(chá) de óleo de girassol(usei óleo de amendoim)
200 g de espinafres (cerca de 3/4 chávena(chá) de espinafres ralados)
Preparação:
Lave os espinafres e corte os talos mais grossos. Pique-os na picadora e reserve. Misture os ovos com o açúcar. Adicione o óleo, o açúcar baunilhado e os espinafres. Por fim, junte a farinha e o fermento e envolva bem. Coloque a massa numa forma untada e polvilhada (apenas no fundo da forma)e cozinhe em forno pré-aquecido a 170º durante cerca de 50 minutos.
Bolo cor de rosa(de beterraba)
A receita e procedimentos são os mesmos do bolo verde, apenas substituindo-se os espinafres cerca de 3/4 chávena(chá) de beterraba ralada e passada pelo liquidificador ou varinha mágica.
Bolo cor de laranja(de abóbora)
A receita e procedimentos são os mesmos do bolo verde, apenas substituindo-se os espinafres por cerca de 3/4 chávena(chá) de abóbora menina ralada e passada pelo liquidificador ou varinha mágica.

Recheio e cobertura:
200 grs de margarina de soja para cozinha
1 embalagem(2,5dl) de natas de soja
1 chávena(chá) de açúcar em pó
1 chávena(chá) de cacau em pó
Bata a margarina com o açúcar e cacau até que se forme um creme homogéneo. Junte as natas, misturando delicadamente.

Montagem:
Coloque o bolo de beterraba no prato de servir, barre com uma camada de creme. Coloque o bolo de espinafres e barre-o também com uma camada de creme. Coloque o bolo de abóbora. Cubra com o creme restante. Decore a gosto. Leve ao frigorífico até servir.

Hoje é segunda feira, e como habitual será sem carne, a publicação será feita amanhã.
Beijinhos festivos e verdes a todos!

21 comentários:

  1. Tua filha teve uma festa linda, bem de criança mesmo, simples e divertida.E mais, tenho certeza que as crianças todas se esbaldaram de brincar e é assim que valem as festas.

    Gosto de simplicidade! Esse bolo é tudo de bom! Parabéns! beijos,chica

    ResponderEliminar
  2. Lina o bolinho ficou lindo parece um arco-iris, lindo memso e então essa messa ai meu Deus é so delicias de babar.

    beijinhos

    ResponderEliminar
  3. Lina, a festa foi muito bonita e tudo estava muito bonito e se Deus me der vida vou copiar um pouco de ti para os anos do meu neto...um beijinho para as duas.

    ResponderEliminar
  4. Para a mãe e filha os meus parabéns. Foi uma festa muito bonita!!

    ResponderEliminar
  5. Adorei a forma que você abordou a Teia, começou pela receita e depois a decoração inteira! Assim que comecei ver as fotos, já vi que não tinha descartáveis! Gostei muito Lina, tenho me utilizado há anos de copos comuns. Tenho horror a descartáveis e já fui tema de gozação no trabalho, nos encontros de trabalho etc. Mas tenho certeza do que faço! E você viu como sua festa parece "limpa", "clean", sem resíduos? Os que sobraram tenho certeza que eram orgânicos...

    abraços

    ResponderEliminar
  6. Ena Lina... que ideia maravilhosa que me estás a dar para a proxima desta de aniversario dos meus filhotes... por acaso os copos, pratos e taças que eu uso nessas ocasioes sao de plastico, mas nao se deitam fora, sao daquele plastico reutilizavel , tenho o conjunto completo, desde flutues a todas essas traquitanas.... depois é so passar em agua fervente secar e arrumar ate á proxima festinha!!

    Parabens á filhota, embora atrasados, mas que ela tenha muita saude e muita felicidade....

    Este ano tenho 4 festas em cheio dos meus filhos em Maio o batizado deles, em Junho a festa do pai nosso (da catequese) o aniversario do meu Joao e em Julho o aniversario do meu Diogo.... nossa ....

    Beijocas

    ResponderEliminar
  7. LINA QUERIDA,PARABÉNS PELA CRIATIVIDADE, FESTA LINDA!
    PARABÉNS À TUA FILHA QUE ELA TENHA MUITOS ANOS DE VIDA E FELICIDADES!

    BEIJOS E ÓTIMA SEMANA!

    ResponderEliminar
  8. Que giro, adoro este tipo de festinhas.

    Beijinho

    ResponderEliminar
  9. que rico bolo, ficou mesmo lindo na festinha...bjokitass

    ResponderEliminar
  10. Lina,
    quantos carinhos os teus,nos preparativos e na confecção desta gostosa festa, para os olhos e o paladar.Todos os detalhes pensados dentro de tua atitude ecológica, parabéns.
    Vc levou em conta as ofertas de doces, sem no entanto radicalizar.Sem dúvida, é como vc o diz, temos de ter bom-senso nas proibições, ainda mais em dia de festa de criança.
    Eu tbém fazia após a festa, como vc descreveu, a avaliação do que tinha sido sucesso e do que havia ficado esquecido pelos pequenos para nas festas seguintes reprogramar o cardápio, afinal aqui em casa, eram 4 por ano(rsrsrs).Muitas das vezes eu comemorava em duplas de datas próximas.
    As crianças gostam mesmo é de estarem soltas, num ambiente festivo e acolhedor, com algumas guloseimas e muita algazarra.Isso é que é bom!
    Ficou uma tetéia a festa de tua filha.
    Bjkas,
    Calu

    ResponderEliminar
  11. Lina minha querida, adorei a sua abordagem sobre o tema ainda mais fazendo parte da festinha de sua filhota. Que linda festa, linda decoração, sem tantos enfeites, sem sujeira. Também não uso descartáveis, achei sua idéia excelente quanto ao cardápio oferecido. O suco cor de rosa achei lindíssimo. O painel com as fotos da filhota. Linda, está uma mocinha. As prendinhas, super mimosas, o bolo ah! o bolo, maravilhoso.Quem diria que o espinafre, a beterraba e a abóbora iriam formar tão lindo e delicioso bolo. Vc não deu apenas uma festinha à sua pequena, vc ofereceu ensinamentos, responsabilidade, saúde, e respeito com a Natureza. Parabéns amei tudo...bjos uma linda semana

    ResponderEliminar
  12. Enigma resolvido: já me tinha perguntado, quando soube que a tua filha fazia anos, "e então a Lina não publicou aqui o bolinho de aniversário???". Estavas-te a guardar para a Teia, agora é que percebi!

    Alta festa ecológica! Muita reflexão e da boa, que mais dizer? O bolo! Adorei o bolo! Já provei dessa massa de espinafres que um colega meu costuma fazer bolo de espinafre e como sabe que sou vegetariana levou para eu provar! Adorei a textura e o sabor, não tinha nada ideia que saberia tão bem (isto porque uma vez provei um gelado de feijão verde numa feira vegetariana e soube-me a sopa!) ;)

    Uma dica: também me incomodavam a quantidade das forminhas de papel até as minhas filhas me terem oferecido umas de silicone e muito coloridas, completamente reutilizáveis e giras!!! Vendem-se nas casas de decoração e utilidades, pelo menos elas compraram numa dessas.

    Muitos beijinhos (os parabéns já tinha dado) e que post tão pessoal aqui na teia! Belíssimo!

    Isabel

    ResponderEliminar
  13. Vaia pedazo de festa!! Estou impresionada coa de cousas ricas e bonitas. O bolo outra maravilla!!!
    Bicos.

    ResponderEliminar
  14. Idalina linda linda!
    Melhor mãe, é impossivel.
    Não só zelas pelo presente da tua filhota como pelo futuro dela e de todas as crianças ao cimo da terra.
    Amei tudo! Sempre quis fazer um bolo arco-iris com coloração natural, mas a ideia foi passando e não concretizei.
    A parte que mais gostei foi das prendinhas para os convidados. Também quero um porquinho-mealheiro ou um coelho-mealheiro!! Não é que atualmente os tostões abundem por aqui, mas, nada como ensinar as crianças a poupar.
    Tu és mesmo uma mamãe muito linda!
    Bravos!
    Aplausos para o post, para a festa, e para ambas, filha e mãe.
    Beijinhos.
    Rute

    ResponderEliminar
  15. Gostei muitíssimo da sua participação, Lina !!!

    Eu também fiz muitas festinhas ecologicamente corretas para meus filhos e elas foram, e serão, sempre um sucesso.
    Certa vez, pintei âncoras vermelhas em copos de vidro, (reutilizados de geléia) onde servi as bebidas e que depois foi o brinde que as crianças levaram para casa. Em outra, dei para as meninas, mini vasos com plantas como brinde.

    Quanto as embalagens de natal, no ano passado embrulhei os presentinhos em pedaços de juta, que logo peguei de volta, pois uso em meu artesanato !!! Já embrulhei em jornal, onde colei estrelas de cartolina vermelha e ficou muito interessante. Essa quase obsessão por diminuir o lixo me acompanha faz tempo...

    E o bolo colorido e saudável é uma ótima idéia !

    Beijo

    PS: só agora coloquei minha postagem !

    ResponderEliminar
  16. Palavras para quê!? Descreveste tudo tão direitinho que só dá mesmo vontade de pegar nas tuas ideias e fazer uma festa para a primeira criança que apareça. :) Pensar no bem estar das pessoas e do planeta...óptima mensagem.
    Beijinhos!

    ResponderEliminar
  17. Parabéns! Com uma festa linda dessas, a filhota deve ter ficado super feliz. O bolo é digno de vaidade, pois merece! bjs

    ResponderEliminar
  18. Olá,vim conhecer seu Blog e aproveitei para seguir!
    Parabêns pelo Blog e sucesso para ti!

    Se quiser me fazer uma visita no meu Blog,será muito bem vinda e se quiser seguir,sinta-se em casa,sua presença será muito importante!
    Beijinhos!

    http://umamulherbemvestida.blogspot.com

    ResponderEliminar
  19. Lina

    Parabéns pela excelente participação.
    Puxa vida, adorei sua festa.....e suas dicas foram ótimas!
    Gostei muito do varal/mural, bem diferente e criativo, e também das lembrancinhas....
    Agora, o que é este bolo!!!!
    Fantástico, Lindo e pelo jeito muuuuuito saboroso.
    Estou levando a receita comigo, mesmo não tendo a mão muito boa para doces (sou mais salgados), vou ousar fazê-lo.

    Tudo perfeito minha amiga, Parabéns para sua filhinha e também para você por uma festa tão ecológicamente correta.

    Um grande beijo em seu coração!!!

    ResponderEliminar
  20. Oi, Lina!!!

    Quanta coisa bonita e gostosa!! A festa deve ter sido bem legal :)

    O bolo é lindo e parece gostoso, vou tentar fazer!!

    Bjinhos

    ResponderEliminar
  21. Olá, querida
    Estive ausente da net por motivo de mudança de residência por muitos dias sem velox...
    Passo agora e me deparo com essa belezura que me fez recordar dos meus tempos de professora iniciantes... Lindas festas ecológicas fazíamos...
    Ficou maravilhoso o seu post deste mês!!!
    Bjm de paz e vou publicar o meu no Domingo

    ResponderEliminar